Memória eficiente para estudos

Memória, técnicas de memorização, foco

Memória, técnicas de memorização, foco

Os cursos universitários exigem que você memorize grandes quantidades de informações. O fato de memorizar um assunto pode ser  difícil, mas pode ser ainda mais ser frustrante quando você tem vários conteúdos a serem memorizados. Muitos alunos acham que simplesmente não têm boa memória.

Afirmam os memorizadores competitivos que a prática de técnicas de visualização e o uso de macetes de memória permitem que eles lembrem rapidamente grandes quantidades de informações.

Pesquisas mostram que os alunos que usam técnicas de memorização têm um desempenho melhor do que aqueles que não usam. As técnicas de memorização ajudam você acessar a memória de longo prazo e assim otimizar seu cérebro para o estudo e trabalho. Essas técnicas possuem a capacidade de permitir que você se lembre de alguns conceitos por anos ou mesmo por toda a vida. Por conseguinte, técnicas de memória levam à compreensão e ao pensamento de ordem superior.

 

Técnicas de memorização

Além das técnicas espaciais de memória e visuais, existem muitos outros macetes que você pode usar para ajudar o seu cérebro a lembrar-se das informações. Aqui estão alguns conceitos para que facilite seus estudos.

Entenda as informações primeiro. Quando você entende a informação e a mesma faz sentido para você, logo é mais fácil de memorizar.

Revise antes de dormir. Estudos mostram que seu cérebro processa e armazena informações enquanto você dorme. Tente revisar as informações antes de ir dormir – mesmo que seja por apenas alguns minutos – e veja se essa ação ajuda você a incorporar as informações em sua memória.

Auto teste. Teste-se de vez em quando fazendo perguntas a si próprio sobre o conteúdo. Não basta reler as notas ou um texto. Normalmente, os alunos acham que se lembram do material apenas porque é familiar para eles quando o estudam. Em vez disso, faça-se perguntas e force-se a lembrar-se sem olhar para a resposta. Isso permitirá identificar áreas com as quais você está tendo dificuldades.

Você pode então usar uma das técnicas de memorização. Contudo. Evite questionar-se imediatamente após tentar memorizar alguma coisa. Espere algumas horas, ou até mesmo um dia ou dois, para ver se realmente ficou na sua memória.

Escreva. Escrever nos ajuda a codificar mais profundamente as informações que estamos tentando aprender, porque há uma conexão direta entre nossas mãos e nosso cérebro. Enquanto você escreve um conceito do qual quer se lembrar, tente falar a informação em voz alta e visualize o conceito também.

Crie palavras significativas. Uma boa estratégia para memorizar é criar grupos significativos que simplifiquem o material. Faça relação do conteúdo com alguma imagem ou código. Por exemplo, digamos que você queira guardar quatro palavras distintas, como armário, geladeira, uva e avião. Para facilitar é importante que você associe essas quatro palavras apenas a uma palavra, nesse caso poderíamos utilizar o termo ÁGUA, formada pela inicial de cada palavra a ser lembrada.

Converse com você mesmo. Pode parecer estranho, mas falar com consigo mesmo sobre o material que está tentando memorizar é uma técnica eficaz. Procure falar em voz alta em vez de simplesmente destacar ou reler informações.

Exercício! A sério! Estudos mostram que o exercício pode melhorar nossa capacidade de memória e aprendizado porque ajuda a criar neurônios em áreas relacionadas à memória. Ensinar alguém sobre o material aprendido também é uma estratégia totalmente produtiva.

Ficou interessado em melhorar suas habilidades de memória? Clique aqui, e agende uma consulta.

Aulas presenciais, entre em contato pelo WhatsApp. 41 9.8525-1140, ou e-mail flaviopereira@institutoflaviopereira.com.br
Aulas via Skype, entre em contato pelo WhatsApp. 41 9.8525-1140, ou e-mail flaviopereira@institutoflaviopereira.com.br

Flávio Roberto Pereira Selo de Qualidade

Prof. Flávio Pereira.

Enviar um e-mail para Flávio

Facebook Psicologo Curitiba Google+ Psicologo Curitiba