Como Identificar e Denunciar Falsos Profissionais

Falsos profissionais estão por toda a parte.

Falsos profissionais estão por toda a parte.

Como Identificar e Denunciar Falsos Profissionais

Objetivo: ajudar as pessoas a identificarem falsos profissionais e a não se tornarem vítimas deles, colocando em risco seus bens, dinheiro ou sua saúde. Ajudá-las a desenvolver coragem para denunciá-los às autoridades.

  • O que você faria se soubesse que o médico que atende você não se formou em medicina?
  • Ou que o advogado que atende você não se formou em Direito (não tem o Exame da OAB)?
  • Ou que o psicólogo que conduz seu tratamento não é formado em psicologia?
  • Ou que o coach que orienta você nunca estudou, não se especializou, apesar de declarar o contrário ou ainda o coach mente que tem alguma formação?

Pesquise no Google para ver a quantidade de matérias contra falsos médicos, advogados, engenheiros, profissionais de educação física, arquitetos, dentistas, psicólogos, coaches, corretores de imóveis e outros falsos profissionais. Eles atuam de forma criminosa comprando diplomas falsos, atribuem falsas qualificações a si próprios, ou exageram nas qualificações sem comprová-las, inserem nos sites deles a logomarca das instituições onde teriam recebido a formação, com o fim único de subtrair o seu dinheiro.

Assisti recentemente na televisão falsos médicos atuando em hospitais. O pior são os profissionais registrados nos seus Conselhos Regionais de Classe que protegem os falsos profissionais. Recentemente denunciei um escritório de advogados com registro na OAB que davam cobertura para a atuação de um falso advogado, ex-presidiário, ex-delegado, ex-cliente deles, condenado por homicídio. Por esse motivo desenvolvi um curso específico:

Como Lidar com Advogados Falsos e Advogados Sem Ética

Tenho acompanhado atentamente os casos de coach, profissionais que atuam como orientadores ou instrutores. Muitos deles não tem formação alguma na área ou em outras de orientação como consultores, psicoterapeutas, mentores. A questão não é exatamente a formação, ainda que importante. Um coach pode orientar com a experiência ou habilidade dele. A questão é ética, são as mentiras que falsos coaches divulgam sobre eles mesmos para ludibriar quem os procuram.

Estudo de caso em Curitiba

Ao pesquisar no Google aparecerá o site de uma falsa coach que diz ter estudado psicologia. Induz as pessoas a pensarem que ela é psicóloga experiente, mas não tem registro no Conselho Regional de Psicologia. Escreve no site: “Cursei psicologia….”fiz curso de psicologia”…”trabalho com terapia cognitivo-comportamental”,”tenho experiência de 15 anos”. Manobras para enganar. Usa de má-fé. A falsa profissional faz divulgação dos serviços ensinando o cliente a lidar ou vencer problemas importantes, os quais exigiriam um profissional especializado: ansiedade, estresse, timidez exagerada, inseguranças, transtornos mentais como depressão, conflitos familiares, vícios emocionais, obesidade. Ela também oferece no site serviços de orientação vocacional, gestão de carreiras, educação sexual e ensina a lidar com a bipolaridade, doença mental grave.

Como não tem formação alguma, a falsa coach tenta passar credibilidade colocando vídeos dela informando sobre o que é coaching e apresentando suas entrevistas em canal de televisão. A “coach” mantém escritório no centro de Curitiba em edifício de luxo, para impressionar. Promete audaciosamente no site que tem a “missão de ajudar, a ter sucesso, realizar seus sonhos e ser feliz”. Ela oferece um curso intitulado “Ética Profissional”, onde diz ensinar “valores elevados” como “honestidade”.

Ao que parece, a “coach” usa as ferramentas do charlatão, misturadas com as estratégias do psicopata. O charlatão oferece vantagens enganando, pois não tem qualificações. O psicopata simula sentimentos e comportamentos nobres, entretanto, não tem sentimento algum, engana friamente. Desenvolvi um curso específico para as pessoas se defenderem dele: Como Lidar com Psicopatas.

Pessoas que procuram ajuda de coach, psicólogos, advogados, médicos, etc., estão em momentos frágeis da vida. O psicopata falso profissional sabe disso e se aproveita da situação.

O fato me preocupou e fiz uma investigação. A “coach” está sendo processada por furtos qualificados e se associou a um advogado condenado por estupros! O interessante é que ela escreve no site que ajuda pessoas com “problemas de más companhias”, a desenvolverem a “integridade”, sendo que é a antítese do que declara sobre ela mesma, porque perdeu o limite do que é a ética mais elementar.

 

O falso profissional existe para subtrair o seu dinheiro.

O falso profissional existe para subtrair o seu dinheiro.

No curso Como Identificar e Denunciar Falsos Profissionaisvocê aprenderá:

  • A importância e seu papel social em denunciar os falsos profissionais.
  • O que está por trás das aparências dos falsos profissionais e chegar à verdade.
  • Identificar o falso profissional, investigando, fazendo perguntas e decifrando o comportamento dele. 
  • Identificar o falso profissional reconhecendo as contradições e mentiras que ele pretende encobrir.
  • Sobre os cuidados a tomar para não se tornar uma vítima, se defender, pois os falsos profissionais são criminosos frios.
  • Desenvolver autoconfiança para controlar a influência dos falsos profissionais sobre você, porque eles seduzem de todas as formas.
  • Desenvolver autoconfiança para fazer denúncia às autoridades.
  • Saber como coletar provas.
  • Conhecer os caminhos legais para fazer as denúncias.
  • Processar os falsos profissionais para cobrir os prejuízos – danos físicos e morais.
  • Evitar ser trapaceado e se aproveitarem de você.
  • Habilidades de comunicação para enfrentar os enganadores.
  • Libertar-se do controle do falso profissional enganador.

Características do Curso

Flávio Roberto Pereira Selo de Qualidade

Prof. Flávio Pereira.

Enviar um e-mail para Flávio

Facebook Psicologo Curitiba Google+ Psicologo Curitiba